Cidade Invisível


Mario Ulbrich

A Cidade Invisível

Procuro por mim
Sem me encontrar.
Vejo o outro que eu sou.

A vida passou
Numa correria,
E qual ventania
Ao tempo arrastou.

Deixou quem eu sou
E sem piedade
Quem eu fui, levou.

Ando pelas ruas
De uma cidade
Que não é minha
E não mais encontro
Aquela que eu tinha
E que invisível se tornou.

voltar

Mario Ulbrich

E-mail: mrs.ulbrich@gmail.com

Clique aqui para seguir este escritor


Pageviews desde agosto de 2020: 2386

Site desenvolvido pela Editora Metamorfose